PAULO CESAR GOMES

Idealizador e editor-chefe do site História da Ditadura. Historiador. Pós-doutorando do PPG em História da Universidade Federal de Fluminense (UFF), doutor em História Social pela UFRJ, com período de estágio no Institut des hautes études de l’Amérique latine (IHEAL/Universidade Paris 3). É autor dos livros “Os bispos católicos e a ditadura militar brasileira: a visão da espionagem” (Record, 2014) e “Liberdade vigiada: as relações entre a ditadura militar brasileira e o governo francês – do golpe à anistia” (Record, 2019). Foi pesquisador da Comissão Nacional da Verdade e professor de História do Brasil Republicano na Universidade Federal Fluminense (UFF). 

MÉLANIE TOULHOAT

Doutora em História pela Universidade Sorbonne Nouvelle - Paris 3 (Instituto de Altos Estudos sobre América Latina IHEAL-CREDA) e pela Universidade de São Paulo. Sua tese foi dedicada ao humor gráfico publicado durante o regime militar brasileiro. Ela é vice-presidenta da Associação para a Pesquisa sobre o Brasil na Europa (ARBRE) e membra da RED.Br (Rede europeia pela democracia no Brasil).

CARLOS BENÍTEZ TRINIDAD

Doutor em co-orientação pela Universidade Federal da Bahia e a Universidad Pablo de Olavide, atualmente pesquisador pos-doutoral pela Universidad de Santiago de Compostela e investigador integrado no CHAM-Universidade Nova de Lisboa. É fundador e membro do Conselho Editorial da revista-rede Iberoamérica Social. 

LUCAS PEDRETTI

Graduado e mestre em História pela PUC-Rio e doutorando em Sociologia pelo IESP/UERJ, onde estuda as disputas políticas entre vítimas, militares e instituições estatais na construção das políticas de memória e reparação sobre a ditadura brasileira. Foi pesquisador da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro. É professor de História do ensino básico na rede pública. 

NATÁLIA DE  SANTANNA GUERELLUS 

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense, com estágio na Université Paris Nanterre, é atualmente professora ATER na Universidade  Jean Moulin (França) e vice-presidenta da Association pour la Recherche sur le Brésil en Europe (ARBRE). Publicou os livros “História e Historiografia do Brasil República”, com a historiadora Fernanda Haag; “A velha devorou a moça? Rachel de Queiroz e a política no Brasil (1910-1964)”, e “Regra e Exceção: Rachel de Queiroz e o campo literário brasileiro”.

MAIANA MENESES MUÑOZ

Doutoranda em História com especialidade em História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa na Universidade Nova de Lisboa. Investigadora convidada do CHAM-Centro de Humanidades da mesma instituição. Faz parte do projeto RISE Marie Skłodowska-Curie “Resistance. Rebellion and Resistance in the Iberian Empires, 16th- 19th centuries”. Tem estudado sobre as contravenções sexuais das autoridades civis e eclesiásticas e, também, os abusos do clero masculino da Coroa Espanhola durante o período colonial. Na atualidade, desenvolve seu projeto de doutoramento sobre a agência feminina perante os tribunais de Justiça no contexto das culturas ibéricas durante os séculos XVI e XVII.

© 2020 - CRIADO POR DOING IDEIAS

logo1.png
logo2 .png
logo3.png
unnamed_cópia.png